sábado, 25 de setembro de 2010

Pra não dizerque não falei das flores, como dizia Vandré

Dias atrás eu estava relaxado em meu sofá vendo constrangido as promessas de campanha dos candidatos políticos dentro do Horário Gratuito, e quando o mesmo chegou ao seu final eu pude concluir que por incrível que pareça a razão do sucesso dos candidatos chamados “puxadores de votos” é que as propostas dos outros não dizem nada diferente ou que possamos levar a sério, Alias tem alguns que são até piores que os tiriricas da vida, então eu comecei a fazer algumas comparações e acreditem os puxadores de votos levaram vantagem. Se não vejamos: Qual a diferença ou o que você prefere?
Se não houvesse opção eu ficaria com os puxadores de votos, provavelmente ainda mais confiáveis.
Zé Dirceu ou Marcelinho Carioca???
Genuíno ou Tiririca (fiquei tiririca da vida e tive que escolher o Tiririca.) ou anular.
Paulo Maluf ou Romário – Fico com Romário. Ou anulo José Sarney ou Maguila - se não houvesse opções iria de Maguila. Ou anulava.
Martha ou Mulher Pêra. difícil, né Aguinaldo Timotéo ou Ronaldo Esper – os dois garantem que não é mole não.
Celso Russomano, Zé da Mancha e Netinho ou Juca Chaves – Vou com o Juca.
E assim “dis traído” e preocupado, fazendo as meditações acima cochilei e tive um sonho bonito.


SONHEI QUE VIVIA EM UM MUNDO ONDE NÃO EXISTIA MISÉRIA.
ONDE TODOS TINHAM O NECESSÁRIO PARA UMA VIDA DIGNA.
TAMBÉM NÃO HAVIA RIQUEZA EM EXAGERO. A DIFERENÇA ENT
RE RICOS E POBRES NÃO ERA TÃO ACENTUADA. NÃO FALTAVA ALIMENTAÇÃO, SAÚDE E EDUCAÇÃO PARA NINGUÉM, E O INTERESSANTE É QUE QUASE NÃO HAVIA VIOLÊNCIA. RAROS ERAM OS CASOS DE ASSALTO, SEQUESTRO, ETC.
NO MEU SONHO A JUSTIÇA ERA REALMENTE JUSTA: NÃO FAZIA DISTINÇÃO DE PESSOAS. NÃO HAVIA COMPRA DE LIMINARES. MANIPULAÇÃO DE SENTENÇAS, ETC. OS POLÍTICOS SE
CANDIDATAVAM MOVIDOS APENAS PELO DESEJO DE SERVIR. NÃO HAVIA MENSALÃO, DESVIO DE VERBAS, CORRUPÇÃO, DINHEIRO NAS MEIAS OU EM CUECAS.
O CRUCIFIXO COLOCADO EM DESTAQUES NAS PAREDES DOS ORGÃOS PÚBLICOS NÃO ERA APENAS DECORATIVO, TAMPOUCO UM GESTO FARIZAICO, ERA NA REALIDADE UM SINAL DO COMPROMISSO DE AMOR AO PRÓXIMO E DO EXERCÍCIO HUMILDE DA FUNÇÃO.
NO MEU SONHO NÃO HAVIA INTOLERÂNCIA RELIGIOSA. AS RELIGIÕES, NO LUGAR DE PERDEREM TEMPO DISCUTINDO PONTOS DE DIVERGÊNCIA ENTRE SI, PROCURAVAM DIALOGAR E SE APOIAVAM NOS PONTOS EM COMUM.
EM MEU SONHO AS PESSOAS NÃO QUERIAM LEVAR VANTAGEM: NINGUÉM ENGANAVA NIGUÉM, NÃO HAVIA ESPERTALHÕES. DIRIGENTESSINDICAIS E DE OUTROS MOVIMENTOS NÃO MANIPULAVAM AS PESSOAS DE ACORDO COM SEUS PRÓPRIOS INTERESSES. O EMPRESÁRIO, O INDUSTRIAL E O BANQUEIRO ESTAVAM MAIS PREOCUPADOS COM A SEGURANÇA, BEM ESTAR E QUALIDADE DE VIDA DE SEUS FUNCIONÁRIOS DO QUE COM SEUS LUCROS FINANCEIROS.
AS NAÇÕES MAIS RICAS PARTILHAVAM COM AS MAIS POBRES. O DINHEIRO GASTO NA FABRICAÇÃO DE ARMAS E EM GUERRAS ERA USADO PARA COMBATER DE FORMA EFICIENTE A FOME, AS DOENÇAS E A MISÉRIA.

NO MEU SONHO AS ONGS NÃO ERAM DEMAGÓGICAS E NEM MOVIDAS POR OUTROS INTERESSES. CADA SER HUMANO TINHA A PREOCUPAÇÃO DE ZELAR PELAS OBRAS DA CRIAÇÃO: O LIXO ERA RECICLADO, O ESGOTO TRATADO, OS RIOS PROTEGIDO, POLUIÇÃO REDUZIDA, A FLORESTA PRESERVADA.
NO SONHO, AS RUAS DE NOSSA QUERIDA SÃO PAULO, O TRANSITO NÃO ÉRA UM TORMENTO, COMO TAMBEM NÃO HAVIA NENHUM CONGESTIONAMENTO, NINGUEM MORAVA NAS RUAS, O POVO NÃO VIVIA ASSUSTADO, NEM MORAVA EM "APERTAMENTOS", AS CASAS ENTREGUES AOS POBRES ERAM BEM CONSTRUIDAS, SEM O SUPER FATURAMENTO ELAS FICAVAM A CONTENTO. O PICO DO JARAGUÁ NÃO ERA CHEIO DE ANTENAS, O RIO TIETÊ ERA LIMPO QUE ATÉ DAVA GOSTO DE VER, ENTÃO NO VERÃO BEM QUENTE DE CARRO NAS MARGINAIS, DAVA UMA GRANDE SEDE BEM NA BOCA DA GENTE.

Para uns, este sonho é utopia, para outros, um desafio. Para a maioria dos políticos que agora juntos aos novos puxadores de votos, talvez seja apenas uma forma de ganhar dinheiro sem fazer força, como essa maioria que só comparecem ao congresso as terças, quartas e quintas.
Acordei desse sonho, com a campainha da porta me atormentando. Olhei pela minha j
anela, vi uma bela figura tão pura tão feminina, achei até que era alguém do IBGE, que vinha fazer o meu senso.
E ao abrir o portão, que surpresa quanta alegria, fazia já longo nove meses que por perto eu não à via, voltava feliz e faceira, depois de vários meses em cruzeiro pela Europa, Leste Europeu, Ásia e toda América do Norte.
-Prima minha querida, como você esta linda e cada vez mais elegante.
-Tutu meu querido quanta saudades sua, não esqueci de você no caminho até aqui eu trouxe, pois sei que você gosta, estas bonitas flores, espero que te de sorte, e colocou em meus braços um buquê de belas Tulipas.
-Vera, minha querida, que lindas tulipas amarelas.
E então, eu e minha linda” PrimaVera” fomos juntinhos ver as flores em nosso florido jardim.
E ela me garantiu que vai ficar hospedada aqui em casa comigo, vença quem vença a eleições...Cheirosa e bem perfumada até o finzinho do ano.

Por Arthur Miranda (tutu)


7 comentários:

Miguel S. G. Chammas disse...

Tutu, com certeza esse teu sonho noé propriedade particular. Teno certeza é o sonho de milhões de brasileiros conscios de suas responsabilidadee seus direitos.
Infelizmente,a grande maioria do nosso povo é, ainda, conduzida por parcos tostões que a classe "política" joga como se jogaria lavagem aos porcos.
Um dia, se o Criador permitir, ainda iremos poder veresse sonho realizado, se não nós, nossos descendentes.
Enquanto aguardamos, gozemos, com total merecimento, as benésses de nossa Prima Vera.

Luiz Saidenberg disse...

Belo sonho, Arthur. E o pior que não é impossível, seria real num país jovem e com o potencial do nosso, não fosse a velha política de manter as massas ignorantes e analfabetas. Escravas de religiões e coroneis, vendendo-se por esmolas , níqueis assistenciais
a qualquer aventureiro que lance mão deles. E á Lei de Gerson, onde o mau exemplo da esperteza sórdida vem de cima. Educação, saneamento básico, deveriam ser as bases da conscientização. Mas, aí, que seria de nossos "ídolos" políticos, os "pais da pátria", na verdade filhos de uma boa mãe !
Somente a Prima Vera para fazer-nos acalentar algum sonho e atenuar o pesadelo das próximas eleições! Abraços.

Zeca disse...

Ô, Arthur!
Tinha certeza de que você estava sonhando com algum país da Escandinávia! Talvez com a belíssima Noruega, com paisagens deslumbrantes, rios com água puríssima, florestas em todos os tons de verde e, o melhor: um padrão de vida invejável, com a qualidade de vida que todos os demais povos do planeta sonham! Já no final, desvenda-se o mistério, mostrando que sonhava mesmo é com a nossa amada São Paulo e, por extensão, o nosso amado Brasil! Que guinada! Seu sonho mostra a nossa realidade que, parece, jamais deixará de ser um sonho. Pelo menos enquanto o nosso povo não abrir os olhos e enxergar que não é de bolsas-esmolas que se vive! Não é de promessas que logo serão esquecidas! Não é com "políticos" de conveniência que sairemos desse atoleiro mal cheiroso e beirando o insuportável que nossa política nos impõe. Melhor mesmo é curtir a PrimaVera com todo seu explendor, se é que a poluição ou as queimadas vão permitir que ela apareça realmente. Fique com ela, amigo, pois ela, pelo menos, tem o poder de eternizar o sonho!
Que Deus nos salve!!!
Abraços.

MLopomo disse...

o belissimo texto do meu amigo Tutu, eu disse amigo em, não confundir com a Tutu, filha do Jânio, que ele fez varias perguntas. Na base do Noél Rosa (com que roupa, eu vou), só que ele pergunta com quem eu vou nessa eleição?
Zé Dirceu ou Marcelinho Carioca???
Genuíno ou Tiririca...Paulo Maluf ou Romário –José Sarney ou Maguila - Martha ou Mulher Pêra. Aguinaldo Timotéo ou Ronaldo Esper – Celso Russomano, Zé da Mancha e Netinho ou Juca Chaves –
E assim “dis traído” e preocupado, fazendo as meditações acima cochilei e tive um sonho bonito.
Daí tirei minhas conclusões. Marcelinho é laranja do Zé Dirceu, que se não laranja podre é azeda, ou bichada, que no pé a beira da estrada ninguém pega, e ainda por cima tapa o nariz,devido o alto cheiro de azinabre.
Genoino ou Tiririca? Idiota por palhaço, fico com o segundo. José Sarney ou Maguila - se não houvesse opções iria de Maguila. Ou anulava.
Paulo Maluf ou Romario? – Eita parada dura. Os dois são “malandros”, liso os dois são, difícil é saber, quem é o bagre mais ensaboado.
Aguinaldo Timotéo ou Ronaldo Esper – Ai fica a escolha a critério de quem quiser: um grita Mãeeeeeee, e o outro fica de olho nos vasos do cemitério do Araçá.
Celso Russomano, Zé da Mancha e Netinho ou Juca Chaves. Que belo time em?
Anulo os dois primeiros O Russumano com aquela carinha de moço bonito esconde algo assimmmm, como, sei lá! O Zé,da Mancha se não for verde, não sei que pito toca.
Agora entre o Netinho e o Juca Chaves, existe uma grande diferença. O primeiro bate em mulher. O segundo acaricia e enaltece. Lembra do “Por quem sonha Ana Maria? Alem da belíssima letra, um arranjo orquestral de fazer inveja ao maestro Oscar Castro Neves um dos primórdios da bossa nova. O Juca que hoje é laranja dos políticos, já foi um grande critico deles. Lembra do presidente bossa nova? Brasil já vai pra guerra, comprou porta avião. Um salve a Inglaterra, 92 dois milhões, mas que ladrões; Ou então Caixinha obrigado. Um dramalhão é reunião de deputados, é palavrão que sai de todo lado. Um deputado quando abre a boca é um atentado, “e a mãe de alguém, que acaba pagando o pato”.
Enfim não se tem mais políticos como antigamente, que levavam a coisa com a barriga e, numa boa. Eu, contra, muito pelo contrario! Ou então: É preciso fazer. É preciso fazer, o que eu não sei! Hoje os políticos se escondem e aparecem em véspera de eleição. Antes não. No meio da safra eleitoral, tinha alguém que esgoelava. Onde anda você, filho de uma égua!!

Soninha disse...

Olá,Arthur!

O sonho de Platão de uma vida harmônica, fraterna, que domine para sempre o caos da realidade, serviria, ao longo dos tempos, como a matriz inspiradora de todas utopias aparecidas e da maioria dos movimentos de reforma social da humanidade. Mas, infelizmente, os que detem o poder, ou os que aspiram o poder, adulteraram seu verdadeiro significado e transformaram a sociedade numa selva, onde estes pseudo fortes tentam enfiar, goela abaixo, este monte de asneira e, ainda, conseguem fazer com que os mais ignorantes aceitem tudo como verdade.
Lamentável! Lamentável porque o povo,que é o verdadeiro forte, desconhece sua força e aceitam, sem luta, esta bandalheira.
Adorei seu texto, Arthur... e seu sonho também, pois é o sonho de todos os brasileiros.
Obrigada.
Muita paz!

Bernadete disse...

Arthur,vou comentar seu texto,com a letra de um samba-enredo que o Martinho da Vila fez para o carnaval de 1980. Foi um samba muito criticado, pois achavam que a letra éra complicada demais para simples sambista. Mas é muito bonito.

SONHO DE UM SONHO

Sonhei
Que estava sonhando um sonho sonhado
O sonho de um sonho
Magnetizado
As mentes abertas
Sem bicos calados
Juventude alerta
Os seres alados


Sonho meu
Eu sonhava que sonhava

Sonhei
Que eu era um rei que reinava como um ser comum
Era um por milhares,milhares por um
Como livres raios,riscando os espaços
Transando o universo
Limpando os mormaços

Ai de mim
Ai de mim que mal sonhava

Na limpidez do espelho só vi coisas lindas
Como a lua redonda brilhando nas grimpas
Um sorriso sem fúria,entre o reu e o juiz
A clemência e ternura,por amor na clausura
A prisão sem tortura inocência feliz

Ai de mim
Eu sonhei que não sonhava
Mas sonhei.

Um abraço e bom domingo

Laruccia disse...

Papagaio, Miranda, vc faz esgotar o assunto dos nossos comentaristas, não sobrando nada pra ninguém...,êpa, ninguèm, não, sempre tenho reservado pros meus amigos uma singela palavra.
A extensa relação de candidatos que vc apresenta, pela minha idade, esperiência e conhecimento adqueridos, relego TODOS pros arquivos do esquecimento, NÃO ACREDITO EM NINGUÉM. O sonho impossível que vc teve com a relação acima, ficam cobertos por "um manto diáfano da fantasia", (como diz Eça)perto da acolhida que vc dispensa a nossa querida Prima...Vera. Que original e bela recepção vc dá, proporcinando a sempre renovada espectativa que a gente tem na naturesa. As flores do nosso jardim, rosas, manacás, lírios, orquídias e a maravilha das maravilhas, minha parreira carregada de pequenos cachos de uvas, prometendo uma safra ótima.
Essa, pra mim, a única realidade palpável. Parabéns pela narrativa, Tutu.