quarta-feira, 1 de setembro de 2010

Arte nos muros

O painel gigante com a obra fantástica do grafiteiro paulistano Eduardo Kobra, ao longo da Av. 23 de Maio, mostra uma cena da década de 20 e é, apenas, uma das várias obras feitas por ele na cidade.
O outro painel colorido é obra dos Irmãos Gêmeos and Company e também está na 23.

(fonte Google)

Trânsito, tráfego, autos, ônibus, caminhões, motos, enfim, uma avenida, que tem o nome de 23 de Maio, km de 60 ou 70 ou 80, congestionada nas pistas sentido centro ou bairros.

Mas dia 23 passado, coincidência ou não, consegui com meu automóvel, em direção a Santo Amaro, apreciar os muros, artisticamente pintados. Não são pichações, mas sim um grande mural de pintura, estampa
embelezando aqueles paredões, relembrando os tempos de São Paulo minha cidade dos anos 50, 60, como os bondes, os chapéus que nossos avôs, tios sempre usavam na época.

A inspiração de quem os pintou com grafite demonstra aqueles momentos de 50 anos passados. Alguns tipos de desenhos reproduzem portas de bares, de teatros, enfim, da vida noturna desta capital.

Portanto milhares de veículos que trafegam por esta maravilha de avenida, que nos leva ao Ibirapuera, ou Avenida Brasil, ou aeroporto de Congonhas, com prolongamento pela Rubem Berta, seus motoristas, motociclistas ficam sem poder observar, pois com velocidade e atenção no carro da frente, ou motos dos lados, perdem
a oportunidade de observar a maravilha de mural que é arte na rua.

Muito melhor verificar e ter a visão com arte do que as pichações, nos prédios, paredes, que muito degradam a nós paulistanos e paulistas, ou turistas que visitam esta cidade de São Paulo.

Enfim, homenageio esta Avenida 23 de Maio, trafegando por ela, com visão do Obelisco, dos heróis da revolução, ponto turístico, que no final de ano embeleza-se ao seu lado a árvore de Natal, iluminando e sendo visitada por todos nós que moramos, ou por visitantes, pois é uma atração turística, dentre centenas de outros pontos turísticos de São Paulo minha cidade.

Por Domingos Ricardo Chiappetta

9 comentários:

Soninha disse...

Olá, Domingos!

Eu gosto demais das artes e curto bastante grafite.
Acho incrível estes artistas que conseguem expressar sua arte desta maneira e, ainda, trazer para Sampa seu protesto policamente correto, através da arte.
Gostei muito, Domingos.
Tive de colocar os créditos das imagens que obtive pela internet, ok?!
Valeu!
Obrigada.
Muita paz!

Arthur Miranda disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Zeca disse...

Olá, Domingos!

Parabéns pela homenagem a esta que é uma das mais importantes artérias da nossa querida cidade e que nos presenteia com essas belas obras de arte, mesmo que não possamos apreciá-las devidamente. Em todo caso, é um conforto para nossos corações saber que, longe daqueles rabiscos sujos e sem objetivo que tanto enfeiam outros pontos de nossa cidade, temos ali, à disposição, belos exemplos de arte que pode, sim, expressar-se nas ruas para todos os olhos e todos os corações.
Muito bom o seu texto! Parabéns!
Abraço.

Arthur Miranda disse...

Chiappetta, Adoro todas as artes, sempre fui muito "arteiro" e obrigado por torna-la presente através dessa sua narrativa, parabéns.
Retirei o comentário acima por posta-lo com um erro, peço desculpas.

Modesto disse...

Chiappetta, estes murais merecem mais atenção, o transito, infelizmente não permite maior e melhor análize mas, mesmo assim, num relance, podemos aquilatar o valor do trabalho. Boa recordação, parabéns.

Miguel S. G. Chammas disse...

Domingos, concordo que esses murais são pura arte, o que não aceito são as pichações que se alastram por toda a cidade que apenas enfeiam os muros e casas,
Para esses "artistas" a grande lição deveria ser a obrigatoriedade de teremde lavar e limpar tudo quanto sujaram.

Bernadete disse...

Chiappetta,não tinha conhecimento desses murais,tão lindamente grafitados. Poderiam ser aproveitados também em outras regiões da cidade. Adorei saber disso e vou procurar observar melhor a 23 de Maio na minha próxima visita à Sampa.
Um abraço

Leonello Tesser (Nelinho) disse...

Chiappetta, finalmente o amigo nos dá o ar da graça e com uma matéria muito interessante, realmente a arte do grafite sério deve ser preservada e admirada por todos nós, infelizmente as pichações ainda enfeiam a cidade mas isto é um problema de educação, parabéns pelo texto, abraços, Leonello Tesser (Nelinho).

Leonello Tesser (Nelinho) disse...

Chiappetta, finalmente o amigo nos dá o ar da graça e com uma matéria muito interessante, realmente a arte do grafite sério deve ser preservada e admirada por todos nós, infelizmente as pichações ainda enfeiam a cidade mas isto é um problema de educação, parabéns pelo texto, abraços, Leonello Tesser (Nelinho).