quinta-feira, 7 de outubro de 2010

Via Anchieta

Imagem acima: inauguração da Rodovia Anchieta em 1947 e, ao lado, Via Anchieta de agora.

No verão passado, tendo que ir à praia, como de costume peguei a Imigrantes. Mas ao chegar lá na frente, como era segunda-feira, as pistas estavam todas voltadas para São Paulo.

Que pena, pensei, tenho que ir pela Via Anchieta. Qual não foi a minha surpresa quando me deparei com a antiga Via sem muito trânsito e foi dando para eu observar todo o redor daquela estrada pela qual não passava há muito tempo.

Como são lindas as suas curvas... E depois de cada uma delas vem aquela vista maravilhosa da Serra, verde e cheirosa. Lá estava aquela cascata que eu via desde menina, os túneis que me encantavam e depois de uma curva a vista da cidade de Santos com o mangue. Todos no mesmo lugar.

Foi emocionante rever tudo isso e voltar àqueles tempos de menina.


Por Lourdes Cecilia Bove Ciavata

9 comentários:

Zeca disse...

Olá, Lourdes!
Que crônica mais gostosa! Há tanto tempo não passo pela Anchieta que até havia esquecido detalhes que você lembrou, como a graciosa cascata, bordada na paisagem entre a vegetação da Mata Atlântica, em vários locais ainda intocada! Os túneis que tanto me encantaram em minha infância, com o suspense da espera da luz entrando pelo outro lado! E, finalmente, o encantamento que a vista da cidade nos provocava, anunciando a proximidade do fim da viagem!
Gostei demais! Espero outras.
Abraço.

Miguel S. G. Chammas disse...

Lourdes, por "defeito" profissional faço esse "ire e bire"
todos os dias e, por muitas vezes, sou obrif-gado a usar a Anchieta. Confess que gosto demais dessa rodovia que, na sua implatntação eu cheguei a odiar. Ela tirava o prazedr de descer pela Estrada do Mar que tinha panoramas maravilhosos e até parada de descanso na metade do trajeto.
Depois, por causa das enormes vantagens passei a gostar dela.
Ah! Minha canção preferida do Roberto Carlos é "As curvas da estrada de Santos"

Soninha disse...

Olá, Lourdes!

Também gosto muito de descer ou subir a Serra do Mar, pela Via Anchieta.
A paisagem é deslumbrante.
Pela "estrada velha" também era legal descer...ainda existe um passeio ecológico por ela...
Mas, sua lembrança foi ótima! Deu vontade de viajar pela Anchieta.
Aliás, tenho o hábito de trafegar por ela, de vez em quando.
Valeu, amiga.
Obrigada.
Muita paz!

Luiz Saidenberg disse...

Era mesmo muito legal descer a Anchieta. Digo "era" pois com a nova Imigrantes, descer para o litoral virou sopa no mel, o carro deslisando pelo belo asfalto e cruzando enormes túneis.
Mas, no ìtem pitoresco, melhor ainda era a Velha Estrada do Mar, com seus belos panoramas,lindos monumentos e alucinantes curvas, em pista simples. Coisas do passado...abraços.

wilnat disse...

Lourdes: Quem de nós não ama a Via Anchieta?! Creio que poucos. Anchieta- A primeira auto-estrada do Brasil!... Por ela viajávamos nas "asas" da Viação Cometa e do Expresso Brasileiro. Anos depois, íamos de carro fretado ou ônibus da ZEPHIR. Quando já tínhamos carro, era um prazer explorar a Estrada Velha (Calçada do Lorena) e, no mirante, visitar o local onde D. PedroI e a Marquesa nunca se encontraram (o monumento é posterior aos dois).
Estrada Velha, Via Anchieta, Imigrantes, facilitaram a nossa vida, banindo para sempre as longas horas de viagem de trem... As longas horas que perdíamos enquanto, vagão a vagão, a composição era levada serra acima.
Gostei muito,
Abraços,
Natale

Arthur Miranda disse...

Cecilia,

Sempre gostei muito da Via Anchieta, e tomei conhecimento da mesma desde meus nove anos quando ouvia o Velho Adhemar de Barros em comícios irradiados dizer que ele a havia construído, mas também sempre achei mais bonito a velha estrada Caminho do Mar, porem na minha infância o caminho mais usado era mesmo a Santos a Jundiaí, e, diga-se de passagem, demorava bem mais para se chegar, mas era muito mais gostoso, como também mais barato.
Gostei da narrativa que me levou de volta ao tempo que a gente para trocar de roupa, alugava uma cabine de madeira na Praia Zé Menino. Era gostoso e barato. Parabéns.

Nelson de Assis disse...

Nooossssaaaaa.... há quanto tempo eu não ando por lá. Seguramente, uns quarenta anos. Mesmo assim, as saudades me trazem à lembrança das curvas e descidas até Santos.
Com a nova estrada, viajar pela Anchieta, permitiu uma viagem mais prazerosa e com a oportunidade de se admirar o belo cenário da Serra do Mar (e o que ainda resta dela).
Abraços

MLopomo disse...

A via Anchieta a grande obra de Adhemar de Barros foi inaugurada em 1947. Ja naqueles tempos em que não se tinha a tecnologia de hoje, ver tamanha beleza de obra é sentir quanto são bons os nossos engenheiros, e que vista linda ela nos dá. Hoje quando a gente desce pela imigrantes os dois tuneis tiram de nossas vistas a maravilha da serra do mar.

Laruccia disse...

Simpática recordação da primeira estrada construida no pais com moderna tecnologia. Sua maravilhosa paisagem sempre me cativou e sua crônica despertou lembranças à muito adormecidas. Obrigado, Lourdes e parabéns.
Mô.