sexta-feira, 15 de outubro de 2010

Amor incondicional de uma professora

Homenagem ao dia dos professores


Para ela, a opção por italiano foi a primeira coisa que lhe ocorreu, quando decidiu fazer Letras.
Há mais de sete anos, a cada sábado dirige-se para a Escola Municipal F. Doutor Miguel Vieira Ferreira, onde uma turma bastante heterogênea a aguarda. As idades variam de 10 a 80 anos e alguns têm mesmo dificuldades físicas. Nada que impeça a curiosidade e a vontade de aprender.
Mas, se engana quem pensa que ela apenas ensina o idioma. Sinaliza os caminhos da história, cultura, civilização e atualidades da Itália. Alerta para a importância de exercitarmos a delicadeza,
agradecendo, pedindo com licença e sendo atenciosos. Nem precisava. Sua atitude é o maior exemplo. Seu amor incondicional, uma lição permanente.
Dos valores de cidadania, mantém o senso crítico e de justiça. Participar dessas aulas é um privilégio.
Durante a semana trabalha duro. Dirige escola; já estudou Direito e até trabalhou numa rede francesa de supermercados e num laboratório.

De voz suave e enorme paciência. Horas e horas em pé. Mas as costas doem. Aulas seguidas, sem tempo para se alimentar. A moça magra, de muito saber, segue ensinando sábado afora.
Das viagens à Itália, nos fala do que viu e nos ajuda a sonhar com novas possibilidades. Mantém acesa a chama do interesse e da imaginação . E gosta de vulcões. “La donna è móbile”.
Com ela, só não aprende quem não quer.
Ela é a Maria da Penha Freitas. Gosta de frutos do mar e não aprecia muito os doces.
Uma doçura de pessoa. Uma mãe para nós. Trabalha como voluntária no Projeto Comunitário de Cidadania Amigos da Paz.

Maria da Penha ministra aulas gratuitas, projeto NCCAPZ (Escola Cidadã e Solidária), aos sábados, no EMEF Dr. Miguel Vieira Ferreira, na Cidade Dutra, São Paulo.
Inscrições:F. 9145.1941 (Maura) ou 8834.7790 com a Marlene .


A Maria da Penha , professora e voluntária

E il naufragar m’è dolce in questo mare (Leopardi)

Pés no chão
E passos para seguir
Erupções efusivas.
A língua, a cidadania


Mente mergulhada a ensejar
Saberes a dedicar

Tempo, Talento, Trabalho
O italiano a ensinar

O seu profissionalismo
Presença fundamental
Pontualidade que a esperança traz

Magmas. Placas tectônicas. Ensinamento inefável
Emergem, concretos em nossas mentes.
Como a expansão dos fundos oceânicos
Mar e moto.

Por Suely Aparecida Schraner

11 comentários:

Luiz Saidenberg disse...

Bela homenagem, Suely, isto para não falar então do poema. Parabéns! Seja benvinda a este site, que só nos dá alegrias! Abraços.

Soninha disse...

Olá, Sueli!

Seja bem vinda!
Não teríamos palavras suficientes para expressar nossa gratidão a todos os professores, de todos os cantos do Brasil...desde a mais simples professora dos sertões anônimos, até aos grandes mestres das cátedras universitárias...aos "ensinadores" de todas as matizes, só temos que agradecer.
Achamos oportuno trazer a história de Maria da Penha, simbolizando a todos os professores.
Um grande abraço a ela, estendendo a todos.
Obrigada.
Muita paz!

Conselho Gestor disse...

Luiz Saidenberg:
Seus comentários me deixam mais alegre e na certeza de que nem tudo está perdido. Muito obrigada!

Conselho Gestor disse...

Olá Soninha!

Muito obrigada! O trabalho dos professores precisa ser mais valorizado, apoiado e fortalecido.Que eles possam ser recompensados com muita paz e saúde e capacitação. Neste tempo de eleição, nossos candidatos, quando falam de educação, o fazem muito superficialmente. Adquirir computadores,prédios novos, material de apoio, de nada vale se não entenderem que, é através dos professores que a escola atinge seus objetivos. É preciso investir no ser humano.
Grande abraço
Suely Schraner

Laruccia disse...

Junto com a merecida e consagrada homenagem a mais digna das profissões, a(o) PROFESSOR(A),a alegria de termos, junto a nós, a pena delicada, suave e encantadora da Suely Aparecida Schraner. Seja bem vinda, querida (se vc permite) e acrescente mais ainda as atrações do nosso já consagrado cantinho da Sonia e do Miguel. Parabéns, Suely.

Zeca disse...

Parabéns, Suely!

Belíssima homenagem a todos os professores, através da que presta(mos) a esse exemplo de amor ao ensino e ao seu próximo, que é a Professora Maria da Penha!
Os profissionais do ensino, muitas vezes sacrificados pelo exercício de sua nobre profissão, são lembrados uma vez por ano, neste dia que os homenageia e nos discursos eleitorais, onde os candidatos esbravejam e prometem melhorias que nunca chegam.
Eles deveriam ser homenageados diariamente em nossos corações e permanentemente, com melhores e dignas condições, que lhes permitisse, através do próprio estudo, melhorar cada vez mais o nível de escolaridade de nossas crianças e, opr que não!, dos adultos que também estudam.
E mestres como a Professora Maria da Penha são dignos de todas as homenagens por demonstrarem, mesmo em ambientes tão hostis ao ensino, que com amor tudo se consegue!
Como melhoraria o ensino em nosso país se os profissionais do ensino tivessem devidamente reconhecida sua fundamental importância na vida de todos os cidadãos, com carga horária adequada, salário digno e facilidades para sua própria atualização!
Parabéns a todos os professores deste país! Parabéns à Professora Maria da Penha!
E parabéns a você, Suely, pela belíssima homenagem!
Abraços.

Miguel S. G. Chammas disse...

Suely,
primeiramente tenho que agradecer a honra de te-la participando de nosso cantinho paulistano.
Um dia, no meu trajeto de vida,bnem lá atrás, tambem ocupei um tablado à frente de alunos não tão sequiosos de conhecimento quanto os da professora Maria da Penha, mas de qualquer forma, pude sentir o prazer de poder ministrar e repassar mneus conhecimentos.
Até hoje não me canso de glorificar meus mestres.
Assim sendo, com grande prazer, faço da sua homenagem a minha homenagem para todos os professores, principalmente áquela que comigo divide um teto e um lar.

Arthur Miranda disse...

Suely, pena que hoje em dia, a missão dos professores seja tão mal reconhecida e valorizada pelos políticos do Brasil.
Assim como reconhecemos que Lecionar seja a mais digna das profissões. A dos políticos ao contrario! A cada eleição que passa vai se tornando também cada vez mais parecida:
COM A MAIS ANTIGA DAS PROFISSÕES.
Parabéns pela bela homenagem aos professores

wilnat disse...

Linda homenagem Suely! Perfeita.
Mestres merecem o nosso amor e respeito. E mestre dedicados, merecem tudo de nós.
E voce merece os meus agradecimentos por ter citado um dos meus poetas preferidos: o Giaccomo Leopardi.
E parabéns a todos os professores do passado, presente e futuro!
Abração,
Natale

Conselho Gestor disse...

Laruccia,Zeca, Miguel, Arthur e Natale: Agradeço pelos comentários amáveis. Grande abraço, Suely

Nanci Aoad Gimenez disse...

Su, parabéns minha amiga.
Escrevendo sempre com a alma .
Abraços...