segunda-feira, 10 de janeiro de 2011

Domingos Ricardo Chiappetta


Com muito pesar, vimos comunicar o passamento de Domingos Ricardo Chiappetta, nosso amigo e participante deste bolg, bem como do site São Paulo minha cidade, como autor de textos sobre a cidade de São Paulo.
Chiappetta faleceu no último dia 07/01/2011, vítima de câncer. Registramos aqui nosso profundo sentimento de pesar e nossa solidariedade aos familiares.
Que Jesus o abençoe e que ele possa ter um despertar bem tranquilo, lá na espiritualidade.
Como homenagem ao nosso amigo Chiappetta, postamos um de seus textos.


O mercadão

O Mercadão, ou Mercado da Cantareira, foi na minha infância a menina dos olhos, como foi também, creio, de muitas pessoas nesta cidade de São Paulo, minha cidade. Em muitas oportunidades acompanhava meu nonno e também meu pai nas idas às compras que eles realizavam para culinária e gastronomia, com produtos estrangeiros, em diversas bancas, bem como os pescados, aqueles camarões gigantes, os leitões, os cabritos, frangos, as bistecas, os filés, enfim, as verduras fresquinhas que eram comercializadas no mercado das verduras, em frente ao Mercadão, onde os produtores eram os próprios que comercializavam; depois eram transportados por carregadores em seus carrinhos, de 2 pneus e altura de quase 2 metros. As caixas de tomates, para o molho tradicional para as massas, e o tomate para o molho e tempero para pizzas, pratos estes que eram preparados pela nonna Maria, a minha mãe Lucia, pelo papai Carmine Chiappetta, na querida e saudosa Cantina e Pizzaria Adega do Braz. Mas, os produtos expostos nas bancas e oferecidos para degustação, as azeitonas gregas, chilenas, os camarões secos, os queijos, as frutas secas, enfim, toda aquela maravilha, que até hoje é ponto turístico importante nesta cidade de São Paulo, 454 anos, mas não posso deixar de citar os sanduíches de mortadela, pastéis de bacalhau e toda gastronomia que impera naquele local que recebe milhões de turistas durante o ano; Empório Chiappetta, dos primos Eduardo, Leonardo, Alfredo, da tia Natalina, dos filhos e netos e bisnetos do tio Carlo e Carmine, das bancas dos Zuppo, dos Bianco, dos Capano, dos Saporito, dos Barones, enfim, todos fizeram a história e fatos para a grandeza desta cidade que é São Paulo, minha cidade, nesta oportunidade de divulgar nossas lembranças, de um dos lugares que marcou a infância, idos de 50, Mercadão, templo da gastronomia, culinária e turismo.

Por Domingos Ricardo Chiappetta

15 comentários:

Miguel S. G. Chammas disse...

Chiappetta, seus textos ficarão gravados em nosa memória e seu nome em nosso coração.
Que Jesus te acolha e te permita obter a luz e que a Paz te acompanhe.

Wilsonnatale disse...

Chiàpetta, amico mio! Ovunque sia,porta com se la nostra amicizia ed il nostro amore fraterno.
Na vida há o tempo de chegar e o tempo de partir.
Feliz aquele que parte levando tanto carinho e afeto e deixamdo muito de si através dos textos e de um sobrenome tão caro a muitos de nós os seus contemporâneo.
Arivederci, caro amico.

Natale

MODESTO disse...

CHIAPPETTA, CARÍSSIMO AMIGO, ADEUS. EDUCAÇÃO, BONDADE, RESPEITO E AMIZADE SÃO HERANÇAS QUE VC NOS DEIXA, ATÉ PODERMOS AGRADECER PESSOALMENTE.
MODESTO

Luiz Saidenberg disse...

Que pena, o Chiapetta ainda era jovem pelos nossos padrões. Triste, mas cosí é la vita...

Soninha disse...

Só tive contato com você, Chiappetta, através de e-mails... Não tive a satisfação de conhecê-lo pessoalmente.
Durante este período em que nos comunicávamos, sempre fiquei encantada com sua educação e carinho, nos e-mails trocados.
Sou-lhe grata por isso tudo.
E rogo a Deus o tenha em Suas Mãos, aí no "Céu", onde a vida continua e você terá de desenvolver bastante coragem e determinação para continuar o aprendizado.
Que Jesus ilumine seu caminho e também o nosso.
Adeus, amigo!
Muita paz!

Arthur Miranda disse...

Felizes os convidados para a ceia do Senhor, Até breve Chiappetta. Enfim livre do IPVA IPTU IR ICMS ISS, ETC. NOTICIAS COMO O MENSALÂO, Aumento dos salários dos parlamentares, Passaporte diplomático para filhos de ex presidente, e do futuro novo CPMF. Tem muito mais mas vou parar por aqui, se não eu embarco e vou fazer-lhe companhia antes do meu dia marcado. Descanse em paz, amigo! Arthur Miranda

MLopomo disse...

Chiappetta, se foi, mas ficara para sempre incrustado, na ternura e na sinceridade do nosso Cantinho de Saudade, como dizia Fiori Giglioti. A saudade é a única coisa que temos que preservar daqueles que conhecemos, mas quis o destino não mais vê-los.

Bernadete disse...

Chiappetta,espero que sua passagem tenha sido iluminada e com muita paz. Reserve um cantinho aí para nossas "redondas".
Até breve amigo

Clesio de Luca disse...

Dia 7, aos 69 anos, era casado. Deixa filhas. O enterro foi no Cimitério São Paulo.

Não vamos nos entristecer, vamos sentir saudades sim do companheiro muito afinado nos comentários e textos, está no livro Mais de Mil Memórias, lançado em 2/4/2008 na Sala São Paulo, na Luz.

Muitos não o conheceram pessoalmente, mais podem atestar sua sensibilidade, e amor por São Paulo, tinha parentesco com o Box dos Chiapettas no Mercado da Cantareira.

Podemos pedir a Deus, que pela bondade que o Domingos demonstrava, tenha um cantinho no céu e que seja para nós um eterno amigo e que certamente não o esqueceremos.

Não vamos ficar tristes. É a vida, a realidade e um dia todos nós partiremos. Domingos acredito que tenha deixado bons exemplos. Por esta razão me motiva a escrever essas linhas na certeza de de fato era um AMIGO. E amigo e amizade quando sincera nunca é esquecida.

Abraços aos paulistanos,

Clesio

Leonello Tesser (Nelinho) disse...

Chiappetta, pena que nossos momentos de alegria foram tão poucos, com certeza o Criador o acolherá no reino dos Ceús, Adeus amigo, descanse em paz. Leonello Tesser (Nelinhjo).

Jose Carlos Navarro disse...

Quando criança ouvia uma musica que o Moacir Franco cantava que onde o filhote descobria que o bicho papão era os anos da vida... terminava assim:
"Deus meu Deus eu te peço
pega o tempo e atrasa, se não
o bicho papão
leva mamae lá de casa"
Hoje eu volto a ser criança e triste porque cheguei tarde e o bicho papão já passou

suely schraner disse...

A morte não arrebata amizades nem as boas lembranças em textos inesquecíveis.

Van Guerra disse...

Querido Chiappetta
Com tristeza recebi a noticia de seu falecimento, mas tenho certeza que foi um descanço para ti. Nos fará muita falta!!! O conselho gestor do turismo de São Paulo está em luto! Fique com Deus

Van Guerra disse...

Querido Chiappetta
Com tristeza recebi a noticia de seu falecimento, mas tenho certeza que foi um descanço para ti. Nos fará muita falta!!! O conselho gestor do turismo de São Paulo está em luto! Fique com Deus

Richelle Chiappetta disse...

Meu Pai também se chama Ricardo Chiappetta