terça-feira, 10 de junho de 2014

Primeiras transmissões da Copa do Mundo



imagem: Gagliano Neto

Gagliano Neto!
Locutor esportivo, jornalista, nasceu em Recife, Pernambuco, em 24 de dezembro de 1911. Seu nome Leonardo Gagliano Neto.


Muito jovem mudou-se para São Paulo e mais tarde para o Rio de Janeiro onde em março de 1935 transmitiu pela primeira vez uma partida de futebol! Palestra Itália e Botafogo pela Rádio Cruzeiro do Sul, RJ.
 
Sua história se confunde com a história do rádio!

Trabalhou nas melhores da época como por exemplo Rádio Mayrink Veiga, Nacional,Continental,Tupi, Globo. foi ele que em 1944 fundou a Rádio Globo do Rio de Janeiro junto ao jornalista Roberto Marinho.

Jovem, visionário,sonhador, saiu do Brasil em 1938 rumo a Europa no navio inglês Arlanza, para fazer a transmissão dos jogos do Brasil daquela Copa do Mundo! 17 dias "al mare"!


As pessoas não acreditavam! Mas o que se ouviu foi pura magia! Com sua voz forte, seu português impecável transmitiu em ondas curtas e médias aqueles jogos que encantavam o Brasil!

 
Não foi só São Paulo e Rio de Janeiro que pararam para ouvi-lo,foi o Brasil inteiro.O povo se unia nas praças(como hoje) e Getulio Vargas decretou feriado a cada jogo e assim seu nome ficou conhecido nos quatro cantos do país!


Virou uma figura das mais importantes! Todos reconheciam aquele "feito"!


Criou a função do repórter de campo, do comentarista esportivo, as mesas redondas, e apelidos ao jogadores, como Diamante Negro, coisas que até hoje continuam na mídia.passou para o português todos os termos do futebol, como correr que ficou escanteio e outros.


Ele era de vanguarda!
 
Muitos o chamavam de louco, atrevido nas suas mirabolantes ideias!


Era louco sim! Louco por futebol, pelos esportes, pelo rádio, mais tarde pela TV e principalmente pelo Brasil
Está no Museu do Futebol e existem duas ruas com o seu nome, uma em São Paulo e outra no Rio de Janeiro!


Casou-se com Lygia Caldeira Gagliano e teve quatro filhos, um homem e três mulheres.


Uma delas sou eu! 


Orgulho de ser filha dele! Meu pai ,meu herói!


Foi embora muito cedo aos 62 anos de idade em 5 de março de 1974!


Saudade eterna.





Por Lygia Caldeira Gagliano

7 comentários:

Soninha disse...

Olá, Lygia!

Seja bem vinda entre nós.
É um prazer enorme saber desta história e ter você, no nosso meio, contando sobre Gagliano Neto, o precursor das transmissões da Copa do Mundo.
Esperamos ter mais histórias suas para postarmos aqui no blog.
Muita paz! Beijosssssss

Miguel S. G. Chammas disse...

Lygia através do teu texto pudemos conhecer o espírito pioneiro e desbravador de seu pai que, com seu dinamismo fez que sua voz atravessasse oceanos e nos viesse contar as peripécias dos nossos craques dentro das quatro linhas.
Obrigado pelo texto.
Aliás, como se diz ´por aí: "recordar é viver". Valeu!

Ligia Maria Gaglino de Freitas disse...

Oi Miguel, adorei, muito obrigada mesmo , vou divulgar o seu blog, parabéns! Duas correções meu nome:Lígia Maria Gagliano de Freitas........a outra era minha mãe! E no texto a palavra é Corner = escanteio! O erro foi meu de digitação! Grande abraço, Lígia.
Fim da conversa no bate-papo
Enviada por dispositivo móvel

joaquim ignacio de souza netto disse...

Ligia, minhas primeiras lembranças de futebol na TV soam na voz de seu pai, apenas não lembro se na TV Tupi ou na TV Paulista, início dos anos 1950s... Meu pai comentava a irradiação do jogo Brasil vs Itália em 1938 na narração do Gagliano, narração que ele ouviu em altofalantes instalados na Praça da Sé. Disse que foi uma loucura, ele incendiou o país ao defender que o Domingos da Guia não cometera o penalty contra o Piola... A turba avançou enfurecida contra uma instituição italiana no Bexiga e tentou entrar a força mas a polícia interveio... Essa instituição (doppo lavoro) ficava na Major Diogo, no Bexiga. Com o fim da guerra foi fundado o TBC no local e o prédio teve a honra de ter um ilustre morador chamado Miguel Chammas, meu conhecido e amigo de infância.
Isso mesmo! Você tem que se orgulhar de seu pai, seu herói!
Ignacio

Leonello Tesser (Nelinho) disse...

Ligia, seja benvinda ao nosso cantinho! eu era muito criança mas meu pai e meus tios falavam de seu pai quando o assunto era futebol, ele inovou muito nas transmissões esportivas, parabéns pelo texto.

margarida disse...

Ligia, quanta emoção escrever sobre seu pai. Com certeza ele ficaria orgulhoso se pudesse ler este texto. Ele vai ser lembrado para sempre, pois além do nome na rua, está no Museu do Futebol e o mais importante no coração das pessoas. Parabéns pela homenagem.Um abraço.

Modesto disse...

Lembro da voz do seu pai, Gagliano Neto. Sua recordação é bem vinda, Ligia, parabéns.
Modesto